Os vários significados dos piercings

Os piercings eram usados em rituais ricos de simbolismo e dependendo do sítio onde eram colocados o significado variava.

O mais usado era no lóbulo da orelha que simbolizava fortuna. Os romanos pensavam que este objecto lhes ia proporcionar recursos financeiros e sensualidade.

Os astecas utilizavam o piercing na língua porque distinguia os sacerdotes dos templos, e acreditavam que podiam assim interagir com as divindades.

Os piercings do umbigo eram utilizados pelos antigos egípcios e só eram acessíveis aos faraós e aos seus familiares.

O do nariz transmitiam domínio, o das sobrancelhas era sinal de aprisionamento da mente e o dos lábios significava domínio da fala.

Já nas décadas de 60/70 os hippies começaram a usar e mais tarde os punks e algumas tribos.

Normalmente o material usado é o titânio por ser menos reativo e produzir uma menor resposta imunológica.

A grande afluência deste objeto despertou o interesse de muitas pessoas a usar este “acessório”.

Atualmente é um status, um objecto estético que pode ou não ter qualquer significado, mas naturalmente que as antigas interpretações foram-se perdendo.